com

Mixer de VOLUME
Olá,
Bem-vindo,
Usuário!
Hubble #4
Postado por Dacalu
Data 18/04/2019 às 00:43
Fechado por Dacalu
Visualizações 118
NEBULOSA ETA CARINAE




Hoje trago-vos uma das maiores nebulosas já avistadas pelo Hubble, e a mais peculiar, pois a formação de toda aquela nebulosa resulta de duas estrelas massivas que juntas fazem uma das maiores estrelas avistadas e mais perto do nosso sistema solar, bem no interior da nossa galáxia, pelo que os cientistas puderam observar, á centenas de anos atrás duas estrelas uma maior e outra mais pequena colidiram e essa colisão criou uma explosão enorme que pode ser avistada na terra pelos nossos ancestrais, posteriormente e actualmente estudada antes do poderoso telescópio Hubble ter sido enviado para o espaço, aquele feito documentado foi presumido como uma explosão Supernova de uma estrela, assim que chegaram as primeiras imagens do Hubble o mundo ficou fascinado com tal descoberta pois a larga explosão que foi avistada a centenas de anos atrás não se tratava de uma Supernova, mas sim da colisão das duas estrelas, que de algum modo conseguiram sobreviver juntas criando uma relação jamais observada no espaço que atraiu muita atenção dos cientistas pois até ali não se julgava possível 2 estrelas juntas criarem uma Super Estrela.

ETA CARINAE A E B


Eta Carinae A e Eta Carinae B, duas das mais maciças e luminosas estrelas em nossa galáxia Via Láctea. A nebulosa se encontra a uma distância estimada entre 6.500 e 10.000 anos-luz da Terra. Ele aparece na direcção da constelação de Carina e situa-se no braço de Carina-Sagitário. A nebulosa contém várias estrelas do tipo O.

É uma das maiores nebulosas difusas em nossos céus. E é umas quatro vezes maior e ainda mais brilhante do que a famosa Nebulosa de Órion.



Quando foi pela primeira vez catalogada em 1677 por Edmond Halley, era uma estrela de magnitude 4, mas em 1843, após uma erupção que ejectou uma nuvem de poeira 500 vezes maior que o sistema solar, ficou mais brilhante, atingindo o brilho de Sirius, apesar de sua enorme distância.

A estrela de menor diâmetro é a mais quente (30 000 °C) e a outra com o triplo do diâmetro é mais fria (15 000 °C), mas duas vezes mais brilhante. Este sistema estelar está envolto numa densa nuvem de gases e poeiras, que forma uma nebulosa 400 vezes mais extensa do que o Sistema Solar, conhecida como a Nebulosa de Eta Carinae



Esta é uma simulação da explosão que poderá ocorrer brevemente como uma Hipernova.

O que torna Eta Carinae especial é o seu brilho muito instável e de forma extremamente rápida, devido à poeira e o encobrimento da estrela maior pela menor, ao contrário das outras estrelas visíveis a partir da Terra. Em 1830, brilhava tanto como Sirius (a estrela mais brilhante). Actualmente, só é visível em locais muito escuros, sendo o seu brilho muito baixo; há 40 anos atrás até era necessário um telescópio para a poder observar.

Estrelas muito grandes como estas esgotam seu combustível muito rapidamente devido à sua desproporcional alta luminosidade. Espera-se que Eta Carinae possa explodir como uma supernova ou hipernova a qualquer momento, pois as duas criam uma relação muito perigosa que irá ser a maior explosão de estrelas alguma vez vista pela humanidade.



Nesta imagem tirada pela NASA ás duas estrelas a infravermelho, vê-se claramente como estas estrelas se comportam, tendo um período em que a luz tem mais intensidade, que é quando a estrela menor se aproxima da maior, e quando se afasta o efeito inverso, e fica menos luminosa, esta alternação acontece de 5 em 5 anos.

Espero que tenham gostado desta complexa história galáctica, até a próxima!!

Assinatura:


---------------> BeatsHabbo - Seu ritmo em alta frequência! <---------------

Comente
Participe também
RE: Hubble #4
Comentado por guilherme58512
Data 18/04/2019 às 11:08
Que interessante, gostei do tópico

Assinatura:

Fundador Aposentado - BEATSHABBO
2016 / 2017 / 2018

RE: Hubble #4
Comentado por Daniel-mlk-zik
Data 18/04/2019 às 16:29
Me deu uma brisa muito louca ao ver aquele trem girando no gif.

Assinatura:


RE: Hubble #4
Comentado por rei_lucas__
Data 18/04/2019 às 17:51
Já tinha visto sobre, muito interessante. [:P]

Assinatura:

RE: Hubble #4
Comentado por @DjNael
Data 19/04/2019 às 21:35
Mano que imagens/gifs lindos, gostei :)

Assinatura:

DjNael - Locutor da Galera (Açaí MIX)!

RE: Hubble #4
Comentado por patynapista
Data 20/04/2019 às 20:59
Lindas imagens, parecem até psicodélicas

Assinatura:

BeatsHabbo - Seu ritmo em alta frequência!

1